terça-feira, 25 de abril de 2017

Creme de couscous doce


Dia 25 é sinónimo de desafio do "Cantinho das cozinheiras" e como tal vem mais uma receita inspirada num blog. Este mês o blog escolhido foi "O cantinho da Bela" e depois de vasculhar um pouco, encontrei esta receita que simplesmente me fez decidir logo o que fazer.
Como fã de couscous, são várias as vezes que os utilizo mas em doces ainda não tinha testado, mesmo já tendo visto algumas imagens bem interessantes. E como para mim estes desafios têm a finalidade de me dar a conhecer algo novo e aprender um pouco mais sobre a gastronomia, logo tive de experimentar esta versão doce de couscous que me conquistou a mim e a todos que o comeram. Um pouco adaptada aos gostos cá de casa, é algo que iremos comer mais vezes, garanto!   




Ingredientes:
- 1 litro de leite magro
- 3 cascas de limão
- 1 pau de canela
- 1/2 lata de leite condensado (pode usar mais se gostar bem docinho)
- 1 colher (sopa) de amido de milho
- 150g de couscous
- 4 claras + 3 colheres (sopa) de açúcar
- coco ralado

Para servir:
- compotas a gosto (usei de kumquats)
- canela em pó

Dissolva o amido de milho num pouco de leite e reserve.
Aqueça o restante leite com as cascas de limão e o pau de canela. Junte os couscous e envolva. Deixe repousar 30 minutos a 1 hora. No fim desse tempo, acrescente o leite condensado e prove (a quantidade é ao gosto de cada um) e o amido de milho. Leve novamente ao lume, mexendo até engrossar um pouco. Retire do lume e deixe arrefecer. Quando estiver morno, bata as claras em castelo com o açúcar e envolva no creme. Verta para uma taça grande ou individuais e polvilhe com coco ralado. Leve ao frio até à hora de servir (eu fiz de um dia para o outro). 
Na hora de servir polvilhe com canela em pó (a minha preferida) ou acompanhe com uma compota.

Foto de Telma E Helio Simoes.


segunda-feira, 24 de abril de 2017

Bolo de abóbora e nozes ... uma versão mais light e saudável


Já tinha dito um dia destes que os doces não têm sido uma prioridade na cozinha cá de casa mas ao domingo tem mesmo de existir algo e um bolo de abóbora andava na minha cabeça há dias. Mas não podia ser um bolo qualquer, teria de ser integral, levar menos percentagem de açúcar e nem uma pinga de gordura adicionada (às vezes tenho manias e sou um pouco teimosa). Sendo assim, fui ver o que havia cá por casa (sim, não sou pessoa de sair para ir comprar algo específico de prepósito) e voilá, saiu este bolo. Ficou um bolo húmido mas fofo ao mesmo tempo, doce mas não muito, com um gosto especial (em parte pelo uso do açúcar mascavado escuro que adoro) que vou repetir mais vezes, de certeza absoluta. Espero que gostem deste meu bolo ligeiramente mais saudável mas igualmente saboroso e comecem assim ainda melhor a semana!  





Ingredientes:
- 400g de puré de abóbora (cozi e depois de escorrida e triturada pesei)
- 1 chávena de farinha de trigo
- 1 chávena de farinha de trigo integral
- 1 chávena de açúcar mascavado escuro (aos gulosos aconselho aumentar um pouco)
- 4 ovos
- 1 chávena de leite magro
- sumo e raspa de 1 laranja
- miolo de noz qb
- 1 colher (chá) de canela em pó
- 1 colher (chá) de fermento em pó

A chávena tem a capacidade de 230ml.

Bata as gemas com o açúcar até esbranquiçar e ficar um creme fofo. Acrescente o sumo e raspa da laranja, a abóbora e o leite. Bata mais um pouco e junte aos poucos as farinhas, batendo sempre. De seguida, acrescente a canela e o fermento, envolvendo bem.
Por fim, bata as claras em castelo e envolva delicadamente na massa assim como o miolo de noz partido grosseiramente. Verta para uma forma untada e polvilhada e leve a assar a 180º (forno pré-aquecido) durante cerca de 45 minutos ou até o teste do palito sair seco. Desenforme e deixe arrefecer.

Para a cobertura:
- 150ml de leite magro
- 2 colheres (sopa) de cacau magro em pó (ou chocolate se não gostarem de cacau)
- 1 colher (sopa) de amido de milho
- miolo de noz, laranja desidratada e coco ralado para decorar (opcional)

Enquanto o bolo arrefece, prepare a cobertura. Leve ao lume um tacho com o leite, o amido de milho e o cacau. Mexa sempre até engrossar. Ainda quente, verta sobre o bolo e decore a gosto. 

PS: embora não seja uma opção saudável, este bolo fica óptimo com uma bola de gelado de baunilha. E, se não gostarem de abóbora podem substituir por cenoura que fica igualmente saboroso ;) 



sexta-feira, 21 de abril de 2017

Pão-de-ló de limão com creme de ovos e chocolate


Ultimamente não têm passado muitos doces aqui pelo blog, eu sei que estou a falhar ... logo eu que sou uma gulosa assumida. Mas a verdade é que poucos têm sido feitos já que somos apenas dois cá em casa a comer e por isso, cada bolo acaba por ir parar em fatias no congelador, o que vai dando para comer ao longo de algum tempo. Mas isso não quer dizer que tenha deixado de fazer de vez em quando e quando temos uma ocasião que mereça algo especial, lá estou eu de volta da farinha e do açúcar para fazer alguma delícia.
Isto tudo para dizer que a Páscoa foi uma dessas ocasiões especiais e assim sairam algumas guloseimas desta cozinha, inclusivé este bolo super fofo que vos deixo aqui hoje. Se gostam de fofura, têm de experimentar brevemente este bolo levemente húmido e muito saboroso, palavra de "Carla".


Bolo:
- 4 ovos
- 140g de farinha com fermento
- 120g de açúcar
- raspa de 1/2 limão

Recheio:
- 3 gemas
- 2 ovos
- 125ml de água
- 150g de açúcar
- 1 colher (chá) de amido de milho 

Calda:
- 150ml de leite
- 3 cascas de limão

Cobertura:
- 150g de chocolate (um bom chocolate)
- 2 a 3 colheres (sopa) de leite
- raspas de chocolate e fios de ovos para decorar (opcional)

Comece por preparar o bolo. Bata as claras em castelo e quando levantarem, junte aos poucos o açúcar até obter um merengue firme. Junte depois as gemas, uma a uma e a raspa de limão. Com uma espátula envolva delicadamente a farinha peneirada. Verta para uma forma redonda de 21cm (untada e polvilhada) e leve ao forno pré-aquecido a 180º durante cerca de 30 minutos (ou até o teste do palito sair seco). Desenforme e deixe arrefecer.

Para a calda, aqueça 150ml de leite com as cascas de limão e deixe arrefecer.

Para o recheio de creme de ovos, leve ao lume a água e o açúcar. Quando levantar fervura, diminua o lume e deixe ferver durante 3 minutos. Retire e deixe arrefecer um pouco.
Misture as gemas com os ovos e o amido de milho. Coe e junte à calda de açúcar. Leve novamente ao lume, mexendo sempre até engrossar (não pode ferver). Deixe arrefecer antes de usar.

Para a cobertura, leve ao microndas o chocolate partido com o leite e aqueça 1 minuto na potência máxima. Retire e mexa bem. Se necessário leve mais uns segundos ao microondas até estar bem derretido e o molho homogéneo.

Montagem:
Corte o bolo em 3 partes iguais. Coloque o primeiro disco num prato e humedeça com 1/3 da calda. Recheie com metade do creme de ovos, coloque o segundo disco e volte a humedecer. Recheie com o resto do creme e cubra com o terceiro disco. Volte a humedecer e depois cubra com o molho de chocolate. Decore a gosto.


quinta-feira, 20 de abril de 2017

Linguini negro com camarão


Cá em casa todos adoram massa e marisco, por isso sei que uma refeição em que ambos entrem vai ser sucesso garantido. Esta sugestão de massa que vos deixo aqui hoje surgiu da necessidade de acabar com um resto de massa que estava no pacote e uns camarões perdidos no congelador, ao qual juntei também um caldo de marisco caseiro que por lá encontrei e que estava à espera de ser usado. Resultado: uma massa com sabor a mar deliciosa, simples e rápida de se fazer como eu gosto. 



Ingredientes:
- linguini negro
- camarões
- dentes de alho picados
- cebola picada
- 1 fio de azeite
- delícias do mar cortadas em rodelas
- miolo de berbigão
- caldo de marisco bem concentrado (usei caseiro)
- polpa de tomate (pouca)
- salsa fresca picada
- sal e picante

Comece por descascar os camarões (esqueci-me de o fazer e depois foi mais chato de comer).
Leve ao lume um tacho com água e sal. Quando levantar fervura, junte a massa e deixe cozinhar até ficar "al dente". Escorra-a, reservando um pouco da água da cozedura.
Entretanto, leve ao lume uma frigideira grande com um fio de azeite e refogue a cebola e o alho picados. Quando a cebola amolecer, acrescente o camarão e o miolo de berbigão, deixe ganhar cor de ambos os lados. Junte depois um pouco de polpa de tomate, o caldo de marisco, um pouco de salsa picada e as delícias do mar, rectifique os temperos se necessário e deixe apurar o molho e acabar de cozinhar os camarões. Quando estiver pronto, acrescente a massa escorrida e envolva bem (caso seja necessário, acrescente um pouco da água de cozedura da massa para que não fique seco). Sirva de seguida, polvilhado com mais um pouco de salsa fresca picada.

quarta-feira, 19 de abril de 2017

Mini Bakewell tarts ... ou umas tartes de amêndoa e framboesa deliciosas


A Páscoa já passou mas cá em casa foram várias as receitas (tanto doces como salgadas) que fizeram parte da nossa festa e como a amêndoa é rainha nesta época festiva, foi logo decidido que uma tarte de amêndoa faria parte da nossa mesa. 
Mas não podia ser uma tarte qualquer, tinha de ser algo delicioso e perfeito por isso quando vi que o desafio do Sweet World para a 15ª edição era uma tarte de amêndoa, ficou logo escolhida a receita.


Para quem não conhece, a Bakewell Tart é uma tarte de amêndoa inglesa que segundo consta, surgiu de um erro de um pasteleiro que depois se viu obrigado a remediar e acabou por criar algo que agradou e muito a todos, tornando-se um símbolo da gastronomia da região. É composta por uma massa quebrada doce, uma camada de doce de framboesa ou morango, um recheio de frangipane e coberta por amêndoa laminada ou palitada. Espero que experimentem, vão adorar ... nesta Páscoa fizeram sucesso.



Ingredientes da massa quebrada doce:
- 65g de manteiga ou margarina
- 30g de açúcar
- 125g de farinha (usei com fermento)
- 1 gema
- 2 colheres (sopa) de água fria

Ingredientes para o recheio frangipane:
- 100g de manteiga (usei magra)
- 120g de açúcar amarelo
- 3 ovos médios
- 1 colher (chá) de baunilha
- 150g de amêndoa ralada finamente
- 1 colher (sopa) de farinha (usei com fermento)
- compota de framboesa (usei caseira com pouco açúcar)
- 50g de amêndoa palitada para polvilhar

Para a massa:
Coloque numa taça a margarina, o açúcar, a farinha e a gema. Mexa com as pontas dos dedos e acrescente a água aos poucos até obter uma massa homogénea. Forme uma bola e leve ao frigorífico durante pelo menos 1 hora. Depois desse tempo, estique-a numa bancada polvilhada com farinha e forre pequenas formas. Sobre a massa coloque um pouco de papel vegetal e encha as formas com feijão seco. Leve ao forno pré-aquecido a 190º, até as laterais da massa dourarem. Retire do forno e coloque uma colher (de sobremesa) de compota sobre a massa, encha depois com o recheio frangipane, polvilhe com amêndoa palitada e leve novamente ao forno até dourar e o recheio ficar firme. Quando estiverem prontas (faça o teste do palito), retire do forno, desenforme e deixe arrefecer por completo, polvilhando com açúcar em pó.. 

Para o recheio frangipane:
Bata a manteiga com o açúcar até obter um creme fofo. Junte os ovos, um a um, o aroma de baunilha, a amêndoa ralada e a farinha. Verta nas formas já preparadas com a massa e a compota.

Notas:
- esta receita rendeu-me 12 mini-tartes.
- caso utilize compota de compra, reduza no açúcar do recheio para que não fique demasiado doce.

15º edição do desafio Sweet World, dos blogs Lemon & Vanilla e Basta Cheio - "Bakewell Tart"


terça-feira, 18 de abril de 2017

Bife de perú recheado com queijo e ervas aromáticas


Com o tempo a aquecer, as refeições por cá começam a envolver mais os grelhados e as saladas. E como o meu acompanhamento preferido em dias de preguiça são os couscous, nada melhor que os aliar a uma carne grelhada e assim conseguir uma refeição rápida e saudável. Mas como devemos variar um pouco, desta vez acrescentei uma surpresa de queijo no interior dos bifes e posso dizer que ficaram uma delícia.


Ingredientes para a carne:
- bifes de perú finos (podem substituir por outra carne se quiserem)
- fatias de queijo (usei queijo das marinhas amanteigado)
- alho picado
- colorau, sal e pimenta
- sumo de limão qb
- alecrim e salsa fresca picados

Ingredientes para os couscous:
- couscous
- açafrão
- sumo de limão
- hortelã fresca picada
- sal fino qb

Comece por temperar a carne com sal, pimenta, colorau, alho picado e sumo de limão. Deixe repousar um pouco.
Enquanto espera, aqueça uma medida de água. Depois de quente, adicione uma medida (mal cheia) de couscous e tempere com sal e açafrão. Envolva, tape e deixe repousar cerca de 5 minutos. Depois desse tempo, acrescente o sumo de limão e a hortelã picada. Envolva bem e rectifique os temperos.
Voltando à carne, coloque uma fatia de queijo em cada bife e polvilhe com as ervas aromáticas. Dobre o bife ao meio e leve a grelhar numa frigideira untada com azeite. Deixe cozinhar e caramelizar (quase no fim do tempo, costumo acrescentar 1 a 2 colheres de sopa de água para soltar os sucos da carne da frigideira e dar um tom mais caramelizado). Acompanhe com os couscous e se quiser, uma salada verde.


segunda-feira, 17 de abril de 2017

Salada de feijão mungo à turca ... ou uma Maş fasulyesi salatası


Espero que tenham tido uma Páscoa óptima e cheia de gulosices ... mas como existem excessos, hoje a sugestão é bem simples ...
Um dia destes andava a limpar a despensa, a ver o que precisava comprar e o que necessitava de gastar. E de entre os vários pacotes abertos, encontrei um resto de feijão mungo esquecido e a vontade de o gastar fez-me procurar na internet algo que fosse rápido e acima de tudo fresco, já que nesta altura as refeições querem-se mais leves. Nessa minha pesquisa, deparei-me com uma salada turca bem simples e que me fez lembrar a nossa salada de feijão-frade ... e a decisão de como o gastar estava tomada. Ficou um acompanhamento simples e saboroso para uns bifes de frango grelhados :)


Ingredientes:
- feijão mungo cozido (é um feijão bem pequeno, verde e redondo)
- pimento vermelho em cubos
- milho cozido
- cebola picada
- salsa fresca picada
- azeitonas
- azeite
- vinagre
- sal e pimenta

Coloque todos os ingredientes numa taça, tempere com azeite, vinagre, sal e pimenta. Envolva bem e sirva. Eu acompanhei com carne grelhada.


sexta-feira, 14 de abril de 2017

Ideias para a mesa da Páscoa

A Páscoa está a chegar e com isto geralmente associamos uma mesa cheia de guloseimas e a família reunida. Se em algumas famílias existe o carácter religioso associado, noutras é mais o convívio entre os familiares. Por isso, há que preparar a casa e deixar tudo pronto para receber os convidados ... e assim deixo-vos hoje algumas sugestões de receitas para que se inspirem um pouco...

Ideias para encher a mesa da Páscoa 

quinta-feira, 13 de abril de 2017

Frango ao molho de gengibre picante


Há uns dias atrás fui ao centro comercial com as mulheres da família. É um entrar e sair de loja em loja, algo que gosto no início mas ao fim de meia hora já me irrita um pouco ver sempre do mesmo, especialmente quando andam indecisas e voltam três vezes à mesma peça. Por isso, acabo por me desconcentrar sempre das compras e olhar mais para outros artigos que estejam por perto. Foi o que aconteceu desta vez enquanto esperava e desesperava, com uma mini biblioteca que se encontrava no corredor do centro comercial. E não, não trouxe a biblioteca comigo mas trouxe um livro cheio de receitas deliciosas para o wok e hoje deixo-vos a primeira testada (e aprovada), adaptada aos ingredientes que tinha cá em casa. Com os sabores orientais que tanto gosto, foi rápida de se fazer e ainda mais de comer. Espero que gostem tanto como eu ...




Ingredientes:
- 3 peitos de frango
- gengibre fresco ralado qb
- 3 dentes de alho picados
- um fio pequeno de azeite
- sal e pimenta qb
- gengibre e coentros em pó qb
- 4 colheres (sopa) de polpa de tomate
- 1 colher (sopa) de molho agridoce 
- 40ml de aguardente
- 80ml de vinho do porto
- salsa fresca picada qb
- molho de tabasco qb (opcional)

Corte o frango em tiras. Leve ao lume um wok com um fio de azeite, o alho e o gengibre. Quando este estiver bem quente, junte o frango e tempere com sal e pimenta. Deixe cozinhar cerca de 5 minutos, mexendo para cozinhar por igual. Passado esse tempo, acrescente a polpa de tomate, o molho agridoce, a aguardente, o vinho do porto, o gengibre e os coentros em pó. Envolva bem e deixe acabar de cozinhar o frango e o molho apurar. Se começar a ficar seco, acrescente mais um pouco das bebidas. No final, rectifique os temperos e acrescente umas gotas de tabasco (se gostar de picante). Sirva polvilhado com salsa picada e acompanhe com arroz basmati. 


quarta-feira, 12 de abril de 2017

Pudim de queijo no microondas


Por aqui os doces têm sido escassos, muito escassos ...
A verdade é que resolvi cortar com eles e só me abastecer ao fim-de-semana (isto porque a Páscoa está a chegar e cá em casa abundam tentações na mesa). Por essa razão, acabo por me centrar mais nas refeições e em doces muito básicos. Mas isso não quer dizer que deixei de os fazer e a sugestão de hoje é um doce extremamente delicioso, rápido e nada enjoativo ... experimentem e depois digam lá se não tenho razão.

Ingredientes:
- 3 ovos
- 4 queijos triângulo
- 300ml de leite
- 3 colheres (sopa) de açúcar
- 1 colher (sopa) de amido de milho
- caramelo líquido qb

Bata os queijos com o açúcar, acrescente os ovos, o amido de milho e o leite. Verta o preparado para uma forma untada com caramelo líquido e leve ao microondas 5 a 6 minutos, na potência máxima (no meu foi 800W). Deixe repousar 2 minutos dentro do microondas e depois veja se está cozido, fazendo o teste do palito. Se ainda não estiver cozido, deixe mais um minuto ou dois. Depois, deixe arrefecer por completo antes de desenformar. Sirva fresco.

PS: não sejam apressados e deixem o pudim arrefecer por completo antes de desenformar, de preferência de um dia para o outro. Pela foto vê-se que eu estava esfomeada ...


terça-feira, 11 de abril de 2017

Kafta com arroz grego e molho tzatziki ... para um almoço grego


Vocês já conhecem o meu fascínio pelas viagens através dos sabores e hoje convido-vos a embarcar comigo em mais uma dessas minhas gulosas viagens. Desta vez, a minha passagem passou por um país bem azul e branco, com grande influência árabe e mediterrânea na gastronomia - a Grécia. Um prato bem fresco, leve e com um gosto a verão, perfeito para estes dias quentes que se têm vindo a sentir ...




Ingredientes para a kafta:
- carne de vitela picada
- cebola picada finamente
- salsa fresca picada
- hortelã fresca picada
- sal e pimenta

Ingredientes para o arroz grego:
- 1 medida de arroz
- cenoura em cubos pequenos
- sultanas
- cebola picada
- alho picado
- pimento verde e vermelho em cubos pequenos
- caldo de galinha (opcional)
- 2 medidas de água
- sal e pimenta qb
- azeite

Ingredientes para o molho tzatziki:
- 1 iogurte grego natural
- pepino em cubos bem pequenos sem sementes (cerca de 2/3 da quantidade do iogurte)
- 1 dente de alho picado finamente
- hortelã fresca picada
- salsa fresca picada
- umas gotas de sumo de limão
- sal e pimenta qb



Para o molho de iogurte, misture todos os ingredientes e guarde no frigorífico pelo menos 1 hora antes de servir. 

Para as kafta, misture todos os ingredientes muito bem. Forme bolas e enfie num palito (uso paus de espetada partidos a meio). Vá apertando a carne e dando uma forma mais oval. Leve ao frigorífico cerca de 30 minutos a 1 hora para ganhar gosto. Depois desse tempo, aqueça uma frigideira com um fio pequeno de azeite e depois de bem quente, leve a grelhar as kaftas, tendo o cuidado de ir rodando para cozinhar e dourar de forma homogénea. Sirva as kaftas com o molho de iogurte, o arroz e pão sírio (pita) torrado.

Para o arroz, leve ao lume um tacho com um fio de azeite bem pequeno e refogue a cebola e o alho até a cebola amolecer. Junte os pimentos, a cenoura, as sultanas, o cubo de caldo de galinha e o arroz. Deixe fritar um pouco e acrescente a água quente. Tempere com sal e pimenta e deixe cozinhar até que o arroz esteja cozido.

Se quiser fazer o arroz na Yammi como eu, coloque no copo a cebola e o alho, pique 10 segundos na velocidade 5. Junte a cenoura, os pimentos, as sultanas e um fio de azeite. Refogue 3 minutos, velocidade 1, temperatura 100º. Coloque no cesto o arroz, uma pitada de sal, o caldo de galinha e a mistura refogada. Verta 950 ml de água para o copo e programe 13 minutos, velocidade 3, temperatura ST. Se no final do tempo achar que ainda não está cozido no ponto, acrescente mais 2 minutos.


segunda-feira, 10 de abril de 2017

Linguini com chouriço e pimento


As massas são um dos ingredientes que todos temos nas nossas despensas, talvez pela sua versatilidade ou mesmo pela paixão que temos por elas. E por isso mesmo, acabam muitas vezes por ser o prato do desenrasque, ou melhor, aquele que se faz quando a fome aperta e o tempo é curto. 
A sugestão de hoje foi feita num desses dias para o meu almoço e como tinha massa cozida no frigorífico (sobra de uma outra refeição), foi num instante que me sentei na mesa para degustar este prato que tão bem me soube ... um prato simples para começar bem a semana, espero que gostem!!!  


Ingredientes:
- massa esparguete ou linguini
- chouriço (de qualidade) em cubos
- pimento vermelho e verde em cubos
- cebola em lâminas
- dentes de alho picados
- vinho branco
- polpa de tomate
- queijo ralado
- azeite
- sal e pimenta
- cebolinho fresco picado

Coza a massa em água temperada com sal até ficar "al dente".
Num wok, coloque um fio de azeite e refogue a cebola e os alhos. Quando a cebola amolecer, junte o pimento e o chouriço, envolva bem e acrescente um pouco de polpa de tomate, um pouco de vinho, sal e pimenta. Deixe cozinhar até o pimento ficar mole e o molho apurar. Acrescente a massa, o queijo, o cebolinho e envolva bem. Sirva de seguida.  

sexta-feira, 7 de abril de 2017

12 receitas de pão ... para o fim-de-semana

Pão ... aquele alimento que nunca falta na mesa, seja em que país for. E como alimento abençoado, resolvi hoje deixar aqui um tributo ao dito cujo e torná-lo a estrela deste fim-de-semana cá em casa e espero que nas vossas casas também. Venham comigo transformar a cozinha numa padaria, com aquele cheirinho delicioso a espalhar-se pela casa e a manteiga a derreter ...






quinta-feira, 6 de abril de 2017

Risotto de chouriço e cogumelos


Já todos sabem da minha paixão por risottos por isso, volta e meia, lá vos deixo aqui mais um ...
Eu costumava dizer que deveria ter uma costela italiana já que adoro tudo naquele país (mesmo nunca lá tendo ido) e a gastronomia é o que mais me conquistou. Comecei pelas pizzas (como todos, julgo eu), depois vieram as "pastas" e agora são os risottos e alguns doces que me deixam muito satisfeita. Diria mesmo que os risottos ganharam lugar cativo cá em casa :)
E este é daqueles com ingredientes que todos têm em casa e cuja combinação de sabores resultou muito bem (embora eu seja suspeita já que adoro enchidos). Espero que gostem tanto como eu ... 



Ingredientes:
- arroz para risotto qb
- 1/2 cebola
- 2 dentes de alho
- 1/4 de pimento vermelho
- 1/2 chouriço de carne
- 1/2 chouriço mouro
- 5 cogumelos brancos frescos (usei desta vez enlatados porque era o que tinha)
- 40 ml de vinho branco
- 1 caldo de galinha
- 1 folha de louro
- 1 malagueta (opcional)
- 1 colher (chá) de pimentão doce fumado
- sal qb (não usei)
- azeite qb
- queijo ralado qb (usei queijo cávado, da lacticínios das marinhas)
- cebolinho fresco ou salsa para polvilhar


Pique a cebola e os alhos. Corte o pimento em cubos pequenos, os cogumelos em fatias e o chouriço em rodelas finas. Aqueça a água com o caldo de galinha e mantenha-a quente.
Leve ao lume um tacho com a cebola, o alho, o louro e um fio de azeite.Deixe refogar até a cebola amolecer, junte o pimento e os chouriços, deixando refogar mais um pouco, mexendo sempre. Acrescente o arroz e deixe fritar cerca de 1 minutos, mexendo sempre. Regue com o vinho, envolva e junte os cogumelos, o pimentão doce e a malagueta (se gostar de picante). Acrescente um pouco do caldo (o suficiente para cobrir) e vá mexendo de vez em quando, acrescentando caldo sempre que este evapore. Quando o arroz estiver cozido, junte o queijo ralado, envolva e rectifique os temperos. Deixe descansar 2 minutos e sirva de seguida, polvilhando com cebolinho picado ou salsa.   

quarta-feira, 5 de abril de 2017

Semifrio de quark com kumquats


Cá em casa tem sempre de haver sobremesa, é algo mesmo pedido no final da refeição e se não houver nada, existe logo reclamação. E se umas vezes é apenas um iogurte, fruta ou gelatina, outras vezes é algo mais composto, que "encha os olhos"...  
Na tentativa de gastar os kumquats que temos cá em casa na árvore, a solução para a sobremesa um dia destes foi este semifrio, bem leve e rápido de se fazer, que acalmou os desejos por doces. Caso não tenham kumquats, podem substituir por laranja que fica igualmente saboroso.  



Ingredientes da base:
- 100g de bolacha digestiva
- 60g de manteiga de amêndoa (usei esta da Myprotein)
- 1 a 2 colheres (sopa) de leite

Ingredientes do recheio:
- 500g de queijo quark
- 3 colheres sopa de compota de kumquats (usei esta receita)
- 4 claras
- 3 colheres (sopa) de açúcar (é um pouco ao gosto de cada um, convém provar)
- 4 folhas de gelatina

Ingredientes da cobertura:
- 80g de chocolate de culinária
- 2 colheres (sopa) de leite


Para a base, triture a bolacha com a manteiga e junte o leite até obter uma farofa. Forre o fundo de uma forma de fundo amovível ou formas individuais. Calque bem e reserve no frio.

Para o recheio, comece por demolhar as folhas de gelatina em água fria durante 5 minutos. Depois escorra-a e derreta no microondas durante 10 segundos.
Bata as claras em castelo com o açúcar. Bata o queijo e junte a compota, batendo até incorporar. Acrescente a gelatina derretida e por fim as claras batidas, envolvendo delicadamente. Verta sobre a bolacha e leve ao frio até solidificar. Quando estiver bem firme, desenforme e decore com o molho de chocolate.

Para o molho de chocolate, leve o chocolate e o leite ao microondas durante 1 minuto na potência máxima. Retire e mexa muito bem com uma colher até obter um creme homogéneo e brilhante. 


terça-feira, 4 de abril de 2017

Potas na frigideira com batata e pimento


Como sabem, receitas simples é comigo. Embora esteja cada vez mais a ganhar o gosto pelos tachos, gosto muito de receitas rápidas, que se façam em 30 minutos ou menos e de preferência que sujem pouca loiça. Por tudo isso, quando me deparo com uma receita que tenha alguns destes critérios, fico logo tentada  a experimentar. A receita que vos sugiro hoje veio directamente do blog "cozinha sem segredos - as receitas" e tal como pensava, é deliciosa e bem simples. Tão boa que a mãe já disse para guardar a receita e fazer mais vezes dada a simplicidade e sabor.
E como tenho recebido alguns pedidos de refeições económicas e rápidas, estas potas encaixam-se na perfeição, saindo um prato até bem económico (a menos de 1€ por pessoa) já que as potas foram compradas em promoção ...




Ingredientes:
- 1,200kg de tentáculos de pota
- 3 cebolas
- 3 dentes de alho
- 1/2 pimento vermelho
- batatas qb
- sal qb
- 1 malagueta ou pimenta qb
- 1 fio de azeite
- salsa fresca e cebolinho picados qb

Lave muito bem a pota em água. Coloque-a numa panela de pressão e junte 1 cebola descascada, não adicione água. Depois da panela começar a apitar, conte 20 minutos e desligue. Retire a pressão à panela e corte a pota em pedaços.
Descasque as batatas e corte em cubos grandes, coza-as em água e sal (não deixe cozer em demasia).
Numa frigideira grande coloque um fio generoso de azeite, os dentes de alho picados, as 2 cebolas em meias luas finas, o pimento em tiras e a malagueta. Refogue até a cebola ficar bem macia, depois acrescente a pota e envolva. Acrescente as batatas e rectifique os temperos se necessário. No final, polvilhe com as ervas aromáticas e sirva de seguida.

Nota: não deite fora a água de cozedura das potas, utilize-a para fazer um arroz por exemplo. Caso não a utlize logo, congele para uma futura utilização.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...