quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Linguini negro com marisco


Se existe algo do mar que adoro é marisco. Seja ele qual for, na minha barriguinha é sempre bem vindo. E quando se fala de camarão, então a minha cara muda logo e podem ver um sorriso de orelha a orelha (sim, sou uma dependente de camarão). Por isso, já devem imaginar a minha felicidade a preparar este prato onde ainda juntei umas ameijoas e uma massa negra, dois ingredientes que adoro também. 
E, como sei que existem por aí também uns fãs de marisco (espero eu), deixo-vos esta refeição, ainda com um ar de comida de verão mas que reconforta como um prato de inverno ... o melhor das duas estações. Espero que gostem e experimentem qualquer dia.



Ingredientes (as quantidades são um pouco ao gosto de cada um):
- linguini al nero
- camarões grandes (usei 4 por pessoa)
- ameijoas (usei 5 por pessoa)
- delícias do mar
- pimento verde em tiras
- pimento vermelho em tiras
- alho picado
- cebola em meias luas finas
- polpa de tomate
- um pouco de vinho branco
- um cheirinho de whisky
- folhas de louro
- azeite
- sal e pimenta
- salsa fresca picada


Cozinhe a massa em água temperada com sal. 
Descasque os camarões, mantendo a cabeça e a cauda.
Entretanto, leve ao lume uma frigideira grande com a cebola, o alho, o louro e o azeite. Deixe refogar até que a cebola fique translúcida. Acrescente os pimentos, a polpa de tomate, o vinho branco, o whisky, as ameijoas e tempere de sal e pimenta. Deixe refogar um pouco até as ameijoas abrirem todas e depois acrescente os camarões (se necessário, acrescente um pouco de água). Quando estiver quase pronto, junte as delícias do mar em rodelas. Na hora de servir, polvilhe com salsa picada e sirva com a massa.



segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Tarte de marmelos com especiarias


Eu sou daquelas pessoas que gosta imenso de organização e saber a quantas ando, além disso, detesto surpresas. E por isso, quando se trata da cozinha, gosto de saber o que tenho cá em casa (deitar comida fora nunca). Então, um dia destes fui vasculhar o frigorífico para ver o que andava por ali perdido e encontrei uma caixinha de marmelos cozidos com especiarias provenientes de outra receita (sobras mesmo). Como a vontade de cozinhar estava fraquinha e apetecia-me fazer outras coisas mas também era dia de ter um doce cá em casa, surgiu esta tarte que se tornou viciante e acabou tão rápido quanto foi feita. É uma receita pouco doce e será para repetir sem dúvida nenhuma, testando com outras frutas como maçã ou pêra, por exemplo, já que existem durante todo o ano.
E como estamos no início da semana, experimentem e digam lá se não tenho razão, esta vicia :)  


Ingredientes da massa:
- 240g de farinha com fermento
- 100g de manteiga
- 1 pitada de sal
- 1 pitada de canela
- 3 a 5 colheres (sopa de água fria)

Ingredientes do recheio:
- marmelos
- água
- açúcar (pouco)
- pau de canela
- estrela de anis
- amido de milho (para engrossar)


Comece por preparar o recheio. Lave bem os marmelos e corte-os em oito gomos. Retire os caroços mas mantenha a casca. Coloque-os num tacho e cubra com água apenas até dois terços da altura dos marmelos. Junte as especiarias e um pouco de açúcar a gosto. Deixe cozinhar até os marmelos estarem bem macios. Nessa altura, retire os marmelos e corte-os em cubos pequenos. Misture um pouco de amido de milho (cerca de 1 colher sobremesa cheia) num pouco da calda e verta para o tacho, envolvendo bem na restante calda. Mexa sempre até engrossar um pouco. Retire do lume e deixe arrefecer.

Para a massa, misture todos os ingredientes até obter uma massa homogénea. Polvilhe a bancada com farinha e estique a massa até obter um círculo maior que a forma. Forre a forma e apare as laterais. Com as sobras da massa, volte a esticar e corte várias tiras. Coloque o recheio de marmelos na forma e decore com as tiras de massa. Pincele a massa com leite e leve ao forno, pré-aquecido a 180º até esta estar cozida e dourada. Desenforme, polvilhe com mais um pouco de canela em pó e sirva morna ou fria, simples ou com uma bola de gelado.


quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Arepas com carne


Como sabem, eu adoro viajar e se nem sempre se pode ir aos locais, trazemos um pouco desses sítios até nós. Isto para dizer que hoje vamos fazer as malas e voar até à América do Sul, numa viagem de sabores. A minha sugestão de hoje é um prato típico tanto da Venezuela mas também da Colômbia e do Panamá. As arepas, como são conhecidas, são um prato tradicional e consistem em uma espécie de pão feito com farinha de milho pré-cozida e depois recheadas a gosto, sendo a carne desfiada ou os ovos mexidos dois dos recheios mais procurados. Por tudo isto, venham embarcar comigo nesta viagem e deliciar-se um pouco com esta cozinha.

 



Ingredientes da massa:
- 1 medida de farinha de milho pré-cozida
- cerca de 1 medida de água morna
- sal qb

Ingredientes do recheio:
- 500g de carne de vaca
- 1 cebola
- 2 dentes de alho
- 1 noz de margarina
- 1 cenoura pequena
- ½ pimento vermelho
- sal e pimenta qb
- vinho branco qb
- 1 colher (sopa) de pimentão doce
- 2 colheres (sopa) de polpa de tomate


Comece pelo recheio. Refogue na panela de pressão a cebola e os dentes de alho picados na margarina. Quando a cebola ficar transparente, acrescente a carne e doure-a ligeiramente. Acrescente o vinho, o pimento em tiras, o pimentão doce, a cenoura em tiras finas, a polpa de tomate e tempere de sal e pimenta. Acrescente um pouco de água (apenas para cobrir a carne), feche a panela de pressão e deixe cozinhar cerca de 30 a 40 minutos. Quando a carne estiver cozinhada, desfie-a e reserve.


Para a massa, coloque a farinha numa bacia com uma pitada de sal. Vá acrescentando a água até obter uma massa moldável. Formes pequenas bolas, achate-as e leve a fritar num pouco de óleo, até dourarem de ambos os lados. Escorra-as em papel absorvente e abra-as ao meio. Coloque um pouco de alface e por cima a carne desfiada. Sirva de seguida acompanhando com batata-frita. 

Notas: 
- fiz umas arepas mais pequenas e depois de cozinhadas, cortei e recheei com queijo da ilha. Levei novamente ao lume até o queijo derreter e servi de seguida como entrada. Ficaram óptimas.
- as arepas podem ser cozinhadas em óleo abundante ou grelhadas. Eu optei por apenas untar a frigideira com óleo para que a massa não pegasse e depois cozinhei a massa até dourar de ambos os lados. 

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

Massa salteada com brócolos e chouriço


No começo de mais uma semana chego com mais uma receita. E só hoje reparei que por norma, à segunda-feira faço sempre refeições rápidas. Não sei se é por o fim-de-semana ser sempre mais preenchido na cozinha, se é pela preguiça típica do início da semana, mas a verdade é que o almoço deste dia nunca é complicado e geralmente aparece rápido na mesa. 
Isto para dizer que a minha sugestão de hoje é daquelas que se fazem em 15/20 minutos, com poucos ingredientes e sem nenhuma ciência. Podem sempre alterar os ingredientes ao gosto de cada um e até tornar o prato vegetariano substituindo o chouriço por salsichas de soja ou outros legumes como cenoura, pimento, cogumelos, ... A versatilidade é muita mas a simplicidade sempre a mesma. Espero que gostem e experimentem um dia destes.



Ingredientes:
- massa esparguete ou outra a gosto
- cebola
- dentes de alho
- brócolos
- chouriço de qualidade
- azeite
- sal e pimenta

Comece por cortar a cebola em meias luas finas, o chouriço em rodelas, pique o alho e corte os brócolos em raminhos.
Leve ao lume um tacho com água e uma pitada de sal. Quando esta começar a ferver, junte os brócolos e cozinhe até ficarem "al dente", não cozinhe demais (até conseguir espetar um garfo no caule do brócolo). Retire os brócolos e na mesma água coza a massa.
Entretanto, enquanto a massa coze, leve ao lume um wok com a cebola, o alho e um fiozinho de azeite (muito pouco). Quando a cebola começar a ficar transparente, acrescente o chouriço e deixe fritar um pouco. Junte os brócolos, a massa já cozida e escorrida e tempere com pimenta moída na hora. Envolva tudo e sirva de seguida.

  

sexta-feira, 6 de outubro de 2017

Pudim de maçã


Maçãs, maçãs, maçãs ... eu adoro maçãs.
E com uma macieira cá em casa já estão a ver que receitas com elas nunca faltam, embora por vezes a falta de ideias também tome conta da minha cabeça. É bolos, tartes, purés, gelados, ... e hoje também um pudim. Sim, porque se se fazem pudins de cenoura, abóbora, amêndoa, etc, também se vai fazer de maçã. E o resultado desta experiência posso dizer que foi óptimo, aprovado por todos que o comeram. Ficou um pudim leve, pouco doce, com um travo suave a maçã e nada enjoativo. Daqueles pudins em que comemos uma fatia generosa sem reclamar (já que até nem leva grande percentagem de açúcar). Espero que gostem e quem sabe o experimentem agora que o fim-de-semana está à porta, tornando-o assim bem mais guloso. 



Ingredientes:
- 900g de maçã (usei golden, bem docinha)
- 4 ovos
- 100ml de leite
- 90g de açúcar
- 1 colher (sopa) de farinha (20g)
- 1 colher (chá) de canela em pó
- caramelo líquido qb


Descasque a maçã e corte em cubos. Leve a cozer com um pouco de água até que esta fique macia. Escorra e triture com a varinha mágica. Unte uma forma de pudim com o caramelo líquido e reserve.
Bata os ovos com o açúcar, a farinha, o leite, a canela e o puré de maçã. Verta para a forma e tape-a muito bem. Coloque-a na panela de pressão com água até cerca de 1/3 da forma e depois da panela começar a  apitar, conte 30 minutos. Deixe arrefecer na panela e depois de frio, guarde no frigorífico (de preferência durante a noite). Desenforme e sirva.

Nota: caso não tenha panela de pressão, pré-aqueça o forno a 180ºC. Coloque um tabuleiro com água no forno e dentro deste coloque a forma do pudim, destapado, para cozer em banho-maria. Deixe cozer cerca de 45 minutos a 1 hora e depois faça o teste do palito para confirmar se está cozido.


quinta-feira, 5 de outubro de 2017

Caril de frango


Hoje é feriado, dia da implantação da república. Mas embora um feriado peça passeio, hoje o dia está cinzento e frio para estas bandas o que nos faz ficar em casa, aconchegados no sofá. Mas isso não implica que não se coma e por isso lá se tem de pensar em algo para o jantar, não é? 
A minha sugestão de hoje surgiu depois de passar no supermercado e ver em promoção um molho de caril e ananás que me suscitou alguma curiosidade quanto ao sabor. Ao chegar a casa, lá o fui testar e com mais uns quantos ingredientes coloquei na mesa este caril, que até para quem não aprecia caril como eu vai gostar. O seu sabor suave, torna este prato especial e concerteza mais um a entrar na lista de receitas a repetir em breve. Espero que gostem e tenham um feriado bem guloso.



Ingredientes:
- 2 peitos de frango em cubos
- 1/2 cebola picada
- 2 dentes de alho picados
- 1 fio de azeite
- 1/4 de pimento verde em tiras
- 1/4 de pimento vermelho em tiras
- cerca de 1 e 1/2 colheres (sopa) de molho de caril e ananás (usei um da calvé)
- 1 pitada de açafrão em pó
- 2 colheres (sopa) de vinho branco
- 200ml de leite
- 2 colheres (chá) cheias de amido de milho
- sal e pimenta qb
- salsa fresca picada


Dissolva o amido de milho no leite.
Refogue num fio pequeno de azeite a cebola e o alho. Quando a cebola ficar translúcida, acrescente o frango e deixe ganhar um pouco de cor. Depois acrescente o pimento, o vinho, o molho de caril e as especiarias. Deixe refogar cerca de 5 a 10 minutos. Quando o frango estiver quase pronto, acrescente a mistura de leite e mexa de vez em quando, deixando engrossar um pouco. Polvilhe com salsa fresca e sirva de seguida, acompanhado com arroz (eu servi com arroz selvagem).


segunda-feira, 2 de outubro de 2017

Asinhas de frango agridoces com couscous


Para começar bem a semana nada como uma receita gulosa, não acham? A minha sugestão de hoje traz 2 ingredientes que adoro: couscous e frango. E desta vez, envolvidos numa mistura de sabores frescos e levemente adocicados, fizeram as minhas delícias num destes almoços. Espero que gostem e experimentem.


Ingredientes:
- asas de frango
- sal e pimenta
- vinho branco
- ketchup
- molho de soja
- gengibre e alho em pó

Para os couscous:
- couscous
- 1 medida e meia (dos couscous) de água 
- açafrão em pó
- sal fino 
- ervas frescas (usei salsa, cebolinho e hortelã)
- sumo de limão

Comece por limpar algumas gorduras das asas de frango. coloque-as numa taça e tempere-as com sal, pimenta, alho em pó, gengibre, um pouco de molho de soja, ketchup e vinho branco. Envolva-as bem no tempero e deixe descansar pelo menos 30 minutos.  
Forre um tabuleiro com papel de alumínio e espalhe as asinhas. Leve a assar no forno, pré-aquecido a 200º, até dourar de ambos os lados (convém virar a meio da cozedura). 
Opcional: caso tenha uma fritadeira sem óleo, forre-a com papel de alumínio e coloque as asinhas sem as sobrepõr demasiado. Programe 15 a 20 minutos a 200º, após 10 minutos, vire-as. Se necessitar, deixe mais algum tempo.  

Para os couscous, coloque a água numa taça e tempere com o açafrão. leve ao microondas até aquecer. Retire e junte os couscous, mexa com um garfo e tape durante 5 minutos. Após esse tempo, tempere com sal fino, as ervas picadas e sumo de limão. Envolva bem e sirva.

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Bruchettas de bacalhau


Geralmente o fim-de-semana é sinónimo de doces mas cá em casa também é a altura em que nos deliciamos com uns petiscos ao sábado à noite. Desde refeições ligeiras a um estilo de "tapas", as sugestões são sempre muitas e num destes fins-de-semana optámos por trazer o "fiel amigo" dos portugueses até à mesa e deliciarmos-nos com algo simples, rápido e que ainda por cima serviu para aproveitar uma posta de bacalhau cozido que tinha sobrado de uma outra refeição. Espero que gostem e quem sabe, experimentem já este fim-de-semana.


Ingredientes:
- bacalhau cozinhado (cozido, assado, frito, ...)
- maionese
- pimento vermelho em cubos
- azeitonas picadas grosseiramente
- cebola picada
- salsa fresca e cebolinho picados
- sal e pimenta
- pão (usei alentejano)

Comece por lascar o bacalhau. Numa taça coloque o bacalhau, as ervas, a cebola, o pimento e as azeitonas. Acrescente maionese até conseguir ligar todos os ingredientes e tempere com sal e pimenta. 
Torre o pão e coloque por cima uma porção deste preparado. Sirva de seguida.

quarta-feira, 27 de setembro de 2017

Arroz oriental com frango agridoce - aproveitamento de arroz


Desde que me aventurei pela cozinha, sempre foram os doces que me entusiasmaram a criar e não os salgados. Mas quando se fala de usar restos ou poucos ingredientes, o caso muda de figura e a criatividade toma conta de mim para desenrascar mais um almoço simples e novo, com os restos que muitos não querem. Isto tudo para dizer que a receita de hoje, foi um aproveitamento de arroz seco, no qual se podem acrescentar mais uns quantos ingredientes e dar uma nova vida a algo sem graça. Espero que gostem desta minha sugestão e se lembrem dela da próxima vez que virem uma caixinha de arroz perdida pelo vosso frigorífico.  


Ingredientes:
- arroz cozido
- legumes asiáticos congelados
- molho de soja
- sal e pimenta
- gengibre em pó
- peito de frango sem gorduras
- ketchup
- vinho branco
- sementes de sésamo
- cebolinho fresco picado
- azeite

Corte a carne em pedaços e tempere com vinho branco, molho de soja, ketchup, sal, pimenta e gengibre em pó. Deixe repousar cerca de 30 minutos. Leve ao lume uma frigideira e torre as sementes de sésamo. Retire-as e reserve. Na mesma frigideira, aqueça um fio de azeite e salteie a carne.

Para o arroz, aqueça um wok com um pequeno fio de azeite e cozinhe os legumes asiáticos até estarem no ponto desejado. Acrescente um pouco de molho de soja, gengibre em pó (muito pouco), sal e pimenta. Envolva bem e junte o arroz cozido. Vá mexendo até que os sabores se misturem bem (se necessário, acrescente um pouco de água). Sirva de seguida com o frango e tempere com sementes de sésamo e cebolinho fresco picado.


segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Barrinhas de limão


Com o início da semana chegou também mais um mês de desafio do "cantinho das cozinheiras" e desta vez o blog escolhido foi o blog "O prazer da cozinha", da Cláudia. Para quem não conhece, convido a fazer uma visita, não se irão arrepender. E como o leque de receitas é enorme e a minha paixão por doces também, não podia deixar de escolher um e posso dizer que fica muito agradável, perfeito para levar para um passeio ao ar livre (como foi o caso). Espero que gostem.


a chávena usada tem a capacidade de 220ml
Ingredientes da massa:
- 100g de manteiga
- 1/4 chávena de açúcar
- 1 chávena de farinha

Ingredientes do recheio:
- 3 ovos
- 1 chávena de açúcar (mal cheia)
- 1/2 chávena de farinha  
- sumo e raspa de 1 limão

Ligue o forno a 180º e forre um tabuleiro de 20x20cm com papel vegetal.
Para a massa, misture todos os ingredientes até obter uma massa homogénea e com as pontas dos dedos, espalhe no tabuleiro até cobrir totalmente. Leve ao forno 15 minutos.
Enquanto a massa coze, prepare o recheio. Bata o açúcar com os ovos até obter uma mistura cremosa. Junte a farinha e o limão e envolva bem. Verta sobre a massa e leve novamente ao forno mais 15 a 20 minutos (cuidado para não deixar cozer demais, eu descuidei-me um pouco). Deixe arrefecer completamente antes de desenformar e cortar. Polvilhe com açúcar em pó.


sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Merengue de framboesa e chocolate


Fim-de-semana à porta, bom tempo, descanso, tudo maravilhoso, não acham? E para festejar e o tornar ainda melhor, um doce bem mesmo a calhar. Sim, porque cá em casa o fim-de-semana é, quase sempre, sinónimo de doces. Por isso, a minha sugestão de receita não podia ser outra coisa a não ser uma tentação para a sobremesa. Digo tentação porque, garanto-vos, não vão conseguir comer apenas uma fatia fininha. 
Espero que gostem desta gulosice tanto como nós gostámos por cá. Bom fim-de-semana para todos!!! 


Ingredientes para o merengue:
- 4 claras
- 12 colheres (sopa) de açúcar 
- 1 colher (chá) de maizena

Para o recheio e cobertura:
- 150g de framboesas congeladas
- 2 colheres (sopa) de açúcar
- sumo de ½ limão
- 200ml de natas + 1 colher (sopa) de açúcar
- 60g de chocolate de culinária + 2 colheres (sopa) de leite
- chocolate ralado


Forre 1 tabuleiro (de forno) com papel vegetal e desenhe 2 círculos iguais. Aqueça o forno a 150ºC.
Bata as claras até ficarem firmes e vá juntando gradualmente o açúcar e a maizena até obter um merengue bem firme. Cubra os dois círculos com o merengue. Leve a assar durante cerca de 40 minutos ou até dourar levemente e ficar crocante ( a meio da cozedura, baixe a temperatura para 120º). Deixe arrefecer (eu deixei arrefecer no forno durante a noite).

Para o recheio, leve ao lume um tacho com as framboesas congeladas, o açúcar e o sumo de limão até obter um puré espesso. Triture com a varinha mágica e deixe arrefecer por completo.
Bata as natas com o açúcar até ficarem firmes. Divida depois em duas partes e a uma delas acrescente metade do puré de framboesas, envolvendo bem.
Derreta o chocolate com o leite até obter um molho brilhante.

Para a montagem:
Coloque num prato de servir o primeiro disco de merengue, espalhe a "mousse" de framboesa. Cubra com o segundo disco de merengue e cubra com as natas batidas. Decore com o restante puré de framboesas, o molho de chocolate e algumas raspas de chocolate. Sirva de preferência fresco.

esta fatia é para vocês

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Mil folhas de baunilha com frutos do bosque


Posso ter andado longe do blog mas dos doces nem tanto, confesso. É um vício que tenho, não consigo viver sem algo docinho. E por isso, alguns foram os doces que fomos experimentando por cá, uns repetidos e outros, uma novidade. A receita que vos trago hoje é a minha resposta ao desafio da Lia e da Susana, o Sweet World, que conta já com 20 edições deliciosas e que nos levam a explorar receitas que até então não saíam do caderninho. E estes mil folhas fizeram sucesso, disso não tenham dúvidas. Experimentem e digam lá se não são uma delícia!!!


INGREDIENTES PARA 4 MIL FOLHAS

Massa folhada: 
- 250g de farinha
- 250g de manteiga bem fria
- 1 colher (chá) de sal fino
- 1 colher (chá) de sumo de limão
- 130ml de água gelada

(caso queira acelerar a receita, pode optar por massa folhada de compra, mas não é a mesma coisa)
Peneire a farinha e o sal para uma taça. Junte 30g de manteiga e mexa com os dedos até obter uma areia fina. Acrescente a água e o sumo de limão e amasse até obter uma massa suave. Forme uma bola, embrulhe em película aderente e leve ao frigorífico durante 25 minutos.
Entretanto, coloque a restante manteiga entre duas folhas de película aderente e bata com o rolo da massa até obter um quadrado com cerca de 13cm. Sobre uma superfície ligeiramente enfarinhada, estique a massa até obter um quadrado com cerca de 20cm. Coloque a manteiga no centro (mas na diagonal, em relação ao quadrado da massa) e dobre a massa, de forma a esconder a manteiga por completo. Vire a parte dobrada para baixo e estique de novo até obter um rectângulo de 40cm por 15cm. Com o lado mais estreito virado para si, dobre o terço inferior da massa para cima e o terço superior da massa para baixo, obtendo assim um quadrado. Volte a esticar e dobrar. Embrulhe em película aderente e deixe refrigerar durante 20 minutos (terá assim dado 2 voltas à massa). Volte a repetir este processo mais 2 vezes, refrigerando durante 20 minutos a cada 2 voltas. Nessa altura está pronta a usar. Pese 350g e congele a restante para uma futura utilização.

Depois da massa pronta, estique-a até obter uma espessura de 2 mm e corte 12 rectângulos iguais. Forre um tabuleiro com papel vegetal, coloque os rectângulos de massa e cubra uma folha de papel vegetal. Por cima desta, coloque outro tabuleiro para fazer peso e não deixar a massa crescer. Leve ao forno pré-aquecido a 220º até a massa dourar e ficar crocante. Reserve. 

Creme de baunilha:
- 400ml de leite
- 4 gemas
- 50g farinha 
- 100g de açúcar
- 20g de margarina
- 1 colher (chá) de aroma de baunilha

Misture as gemas com o açúcar, a farinha, a baunilha e um pouco de leite. Aqueça o restante leite com a margarina e quando este aquecer bem, acrescente em fio a mistura das gemas, mexendo sempre até engrossar. Quando atingir o ponto, verta para um prato fundo, cubra a superfície com pelicula aderente e deixe arrefecer por completo.


Compota de frutos do bosque:
- 200g de frutos do bosque congelados
- 2 colheres (sopa) de açúcar
- sumo de limão (cerca de meio limão pequeno)

Leve ao lume todos os ingredientes e deixe cozinhar até obter uma compota espessa, mexendo de vez em quando.


Molho de chocolate:
- 70g de chocolate para culinária
- 1 colher (sopa) de leite

Leve ao microondas o chocolate com o leite durante 30 segundos na potência máxima. Retire e mexa vigorosamente. Se ainda não estiver completamente derretido, leve novamente ao microondas mais uns segundos.


Montagem:
Coloque o primeiro rectângulo de massa num prato, recheie com um pouco de creme e por cima um pouco de compota. Cubra com a segunda massa e volte a colocar o creme e a compota. Termine com a última massa e decore a gosto com o molho de chocolate. Sirva de seguida assim simples ou acompanhado por natas batidas (como eu fiz).



20º edição do desafio Sweet World, dos blogs Lemon & Vanilla e Basta Cheio - "Mil folhas"


segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Couscous com queijo feta e chouriço


Aqui estou eu de volta, depois de uma longa paragem em parte por falta de motivação. Mas como as forças estão a regressar, assim como a inspiração e vontade de experimentar novos pratos, também as receitas vão voltar a fazer parte do blog de forma mais assídua. E para este meu regresso nada melhor do que trazer uma refeição que simplesmente é a minha cara por ser simples, rápida e económica, três requisitos que prezo muito quando cozinho. Para quem não sabe, os couscous são a solução mais rápida para se ter uma refeição na mesa em cerca de 10 minutos já que eles cozinham em 5 minutos e depois só temos de os conjugar com mais uns quantos ingredientes que existam por casa e voilá, almoço em 10, 15 minutos. Mas passemos à receita para verem como é fácil ...


Ingredientes:
- couscous
- 1 medida e meia (dos couscous) de água 
- açafrão em pó
- sal fino 
- ervas frescas (usei salsa, cebolinho e hortelã)
- sumo de limão
- cenoura
- pimento
- queijo feta
- chouriço de qualidade
- azeite
- sal e pimenta

Comece por cortar a cenoura e o pimento em pequenos cubos. Refogue-os num pequeno fio de azeite até a cenoura cozinhar. Tempere com sal e pimenta e reserve.
Corte o chouriço em rodelas e frite-o na própria gordura. Corte o queijo em cubos. 

Para os couscous, coloque a água numa taça e tempere com o açafrão. leve ao microondas até aquecer. Retire e junte os couscous, mexa com um garfo e tape durante 5 minutos. Após esse tempo, tempere com sal fino, as ervas picadas e sumo de limão. Envolva bem e acrescente os legumes cozinhados, o chouriço e o queijo. Envolva com cuidado e sirva.


sexta-feira, 1 de setembro de 2017

Hambúrguer de alheira


Depois de uma longa ausência aqui no blog, hoje regresso com uma receita com cara ainda de verão, daquelas bem simples mas que agradam sempre a miúdos e a graúdos. Estou a falar dos hambúrgueres, algo que geralmente todos gostam, não é? E como o tema deste mês de setembro no "dia um ... na cozinha" eram mesmo os ditos, a minha sugestão de hoje são uns hambúrgueres de alheira, muito apetitosos e mais uma forma de introduzirem legumes na alimentação das crianças sem que elas reclamem. Experimentem e digam lá se não fazem o jantar num instante ...

Ingredientes:
- 2 alheiras
- 1/2 cebola picada
- 1 dente de alho picado
- espinafres frescos qb
- sal e pimenta qb
- 1 fio de azeite
- pão ralado (se necessário)

Comece por retirar a pele à alheira e corte-a em pedaços.
Leve ao lume uma frigideira com um fio de azeite e refogue a cebola. Quando esta ficar macia, acrescente o alho e deixe cozinhar um pouco mais. Acrescente os espinafres e quando estes amolecerem, tempere de sal e pimenta. Retire do lume, acrescente a alheira e envolva bem (se vir que está uma massa muito mole, acrescente um pouco de pão ralado). Molde bolas e achate-as ligeiramente. Aqueça uma frigideira anti-aderente (untada ligeiramente com azeite) e frite os hambúrgueres até dourarem de ambos os lados.
Sirva-os de seguida montados em pão de hambúrguer, com queijo, alface, tomate, mostarda e molho cocktail. Acompanhe com batata-frita. 

Nota: estes hambúrgueres podem ser congelados para ter sempre uma refeição já adiantada naqueles dias mais complicados. 

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Arroz doce ... a vencedora cá de casa


Olá a todos ...
Depois de uma longa pausa aqui no blog (em parte por falta de motivação, infelizmente), aqui estou eu de volta e trago comigo um doce bem português, que se come em qualquer altura do ano. E se este doce não é algo que adore (sou mais de aletria), a verdade é que ando sempre à procura da receita perfeita (comigo é a saga do arroz-doce, do bolo de chocolate, da tarte de maçã, ...), ou seja, aquela receita que me encha as "medidas" e que me faça querer comer sem parar. E se já existem muitas tentativas aqui no blog, hoje trago-vos mais uma mas que ficou deliciosa e super cremosa. Não sei se foi o desejo por doces ou a fome mas a verdade é que este arroz-doce desapareceu muito rápido e a verdade é que eu tive de fugir literalmente da cozinha para me esquecer dele e parar por momentos de o comer. Não sei se encontrei a receita perfeita mas se não é, estou quase, quase lá ... experimentem e vejam lá se não tenho razão. 


Ingredientes:
- 200g de arroz arbóreo (ou carolino)
- casca de 1 limão
- 1 pau de canela
- 1 pitada de sal
- água qb
- 1 litro de leite (meio gordo de preferência)
- 4 gemas
- 120g de açúcar amarelo (podem aumentar se gostarem do arroz-doce bem docinho)
- 1 pudim chinês ( o famoso pudim mandarim)
- 1 colher (sopa) de amido de milho

Preparação na Yammi:
Misture em 100ml de leite o pudim, o amido de milho e as gemas. Envolva bem e reserve.
Coloque a lâmina de mistura na Yammi. Verta no copo 900ml de água, as cascas de limão (reserve 1/4 da quantidade) e uma pitada de sal. Coloque o cesto e deite aí o arroz e o pau de canela. Programe 17 minutos na temperatura 100º, velocidade 2 (eu gosto do arroz bem cozido, se gostar dele mais crocante, programe apenas 14 minutos). Quando terminar a cozedura, retire o cesto e rejeite a água.
Volte a montar o copo, coloque o arroz com o pau de canela, as cascas de limão reservadas, os 900ml de leite e o açúcar. Programe 17 minutos, temperatura 100º, velocidade 1. Quando faltar 12 minutos para terminar, verta pelo bucal, a mistura de leite reservada e deixe acabar de cozinhar. 
Quando estiver pronto (vai ficar com um pouco de líquido), verta para uma travessa funda e deixe arrefecer. Decore com canela e sirva.

Preparação tradicional:
Misture em 100ml de leite o pudim, o amido de milho e as gemas. Envolva bem e reserve.
Leve ao lume um tacho com o arroz, cerca de 3 medidas (do arroz) de água, as cascas de limão, o pau de canela e uma pitada de sal. Deixe cozinhar até que o arroz coza bem. 
Quando o arroz estiver no ponto de cozedura pretendido, acrescente os 900ml de leite e o açúcar. Vá mexendo de vez em quando para não pegar ao fundo do tacho e quando o leite começar a evaporar, acrescente em fio a mistura de leite reservada e deixe acabar de cozinhar. 
Quando estiver pronto (vai ficar com um pouco de líquido), verta para uma travessa funda e deixe arrefecer. Decore com canela e sirva.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...